Consultoria e Desenvolvimento
  • 1 CT-e e MDF-e
  • 2 SPEDs Magnéticos do Sistema Público de Escrituração Digital
    Sped Fiscal, Sped Contribuições - PIS / Cofins, Sped Contábil, NF-e, NFS-e...
  • 3 Informações Gerenciais na Palma da Mão...
    Mobilidade na Gestão de sua Empresa
  • 4 Gerenciador de Notas Fiscais Imediata
    Tenha todos seus XML fácil e com segurança
  • 5 Controle de Insumos Agrícolas
    Vendas de Herbicidas, Pedidos Produtor, Vendas Entregas Futuras, Receituário Agronômico, ARTs, Livro Receituarios, EDI Fornecedores, Comissões...

Informativos

  • flechaGerenciador de Notas Fiscais Imediata

  • 27/09/2016

A integração e a cooperação entre Administrações Tributárias têm sido temas muito debatidos em países federativos, especialmente naqueles que, como o Brasil, possuem forte grau de descentralização fiscal e em conformidade com as novas tendências de mercado é que desde 2009, a emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) vem sendo amplamente utilizada em nosso país. O projeto da NF-e justifica-se pela necessidade de investimento público voltado para integração do processo de controle fiscal, possibilitando o fortalecimento do controle e da fiscalização além de possibilitar enormes benefícios também aos contribuintes. No entanto, ainda estamos em implantação deste projeto e muitas empresas ainda não se atentaram para a importância da manutenção dos arquivos eletrônicos gerados e recebidos de seus fornecedores. Isso mesmo, as empresas ainda não dão a devida importância em guardar a NF-e e as poucas que se preocupam com isso, acabam guardando somente os arquivos emitidos pela própria empresa se esquecendo que a legislação também obriga o armazenamento (pelo prazo de cinco anos) das NF-e recebidas de seus fornecedores. Vale salientar ainda que, não basta guardar o DANFe, que como o próprio nome já diz é apenas um “Documento Auxiliar” da Nota Fiscal Eletrônica e que possibilita o acesso ao conteúdo completo do documento fiscal, representado pelo respectivo arquivo XML. A legislação tributária exige que esses arquivos digitais sejam armazenados por no mínimo cinco anos para eventuais conferências fiscais. O método mais utilizado pelo mercado para resolver esse ponto é o envio desses arquivos por e-mail, otimizando a entrega e automatizando os processos, mas muitas empresas ainda não estão adotando esse método, fazendo com que empresas adotem outros métodos para possuir seu arquivo XML dentro da sua empresa. Devido à importância deste arquivo e à modernização constante, é preciso acostumar-se que os arquivos de papel agora são substituídos por informações digitais e também que, por medida de segurança, estes dados não podem estar sujeitos a qualquer problema de seu e-mail que acarretaria na perda imediata de dados tão relevantes. Com isso a IMEDIATA desenvolveu um produto, onde sua empresa terá acesso a todos os arquivos XML emitidos contra seu CNPJ, sendo ele de sua empresa MATRIZ ou FILIAL nos últimos 5 anos, onde é possível manifestar o arquivo juntamente com a SEFAZ, fazer o download dos arquivos para dentro da empresa, gerar relatórios por CNPJ ou por data e ainda arquivar o arquivo XML em um local seguro. Com o Gerenciador de Notas Fiscais, você ainda tem a possibilidade de ter todas as notas emitidas contra sua empresa auditadas, tendo assim uma maior facilidade em fazer o fechamento do SPED de sua empresa, acabando assim com a falta de alguma nota a ser entregue para o contador da empresa ou setor responsável. Para clientes que já utilizam o nosso sistema de Automação Comercial e Livros Fiscais, possui a facilidade de já possuir todos os XML para ser feita a entrada de cada nota dentro do sistema. Duvidas entre em contato conosco. Voltar