Consultoria e Desenvolvimento
  • 1 Informações Gerenciais na Palma da Mão...
    Mobilidade na Gestão de sua Empresa
  • 2 CT-e e MDF-e
  • 3 SPEDs Magnéticos do Sistema Público de Escrituração Digital
    Sped Fiscal, Sped Contribuições - PIS / Cofins, Sped Contábil, NF-e, NFS-e...
  • 4 Controle de Insumos Agrícolas
    Vendas de Herbicidas, Pedidos Produtor, Vendas Entregas Futuras, Receituário Agronômico, ARTs, Livro Receituarios, EDI Fornecedores, Comissões...
  • 5 Gerenciador de Notas Fiscais Imediata
    Tenha todos seus XML fácil e com segurança

Informativos

  • flechaAgora é o Lucro Presumido que adere ao EFD PIS/Cofins...

  • 21/11/2011

   A partir de janeiro de 2012, todas as empresas que estão enquadradas no regime tributário de Lucro Presumido, em sua maioria de pequeno e médio porte, serão obrigadas ao EFD PIS/Cofins – Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Nosso alerta é para chamar a atenção dos clientes e evitar problemas com os prazos que estão chegando, e sabemos que grande parte das empresas ainda não tem estrutura e informação para se adequar à nova exigência do fisco federal. 

   Para as optantes do Real, a obrigatoriedade é referente aos fatos geradores ocorridos a partir de 1º. de julho de 2011. Sabemos que a entrega dos magnéticos referentes a 2011, foi prorrogada para o dia 07/02/2012, porém os arquivos já devem estar sendo validados e conferidos mensalmente, a partir da competência julho/11, para apuração correta do DACON que deverá fechar com os valores declarados no arquivo enviado em fevereiro. SERÁ IMPOSSÍVEL GERAR OS ARQUIVOS E VALIDAR DE ÚLTIMA HORA, além de que estes não vão fechar com os valores já pagos desordenados. Já o primeiro arquivo das optantes do Lucro Presumido será para 08/03/2012, porém existem muitas que ainda não nos procuraram e não preocuparam-se em adotar procedimentos capazes de gerar as informações necessárias, na forma exigida pela lei”, pois em cima do prazo não será possível simplesmente jogar a responsabilidade para o profissional contabil e “cobrar soluções milagrosas. “

    Com o SPED as empresas não têm outra alternativa a não ser investir em estrutura física (hardwares), lógicas (software) e de recursos humanos “qualificados”, que será a única forma de garantir o cumprimento das novas exigências da fiscalização, que não poderão mais ser executadas como antes, onde as empresas repassavam todas as informações fiscais e deixavam para os escritórios de contabilidade, a responsabilidade de organizar e enviar os dados à Receita. Agora elas têm de fornecer uma variedade grande e detalhada de informações ligadas ao negócio, às NF-es emitidas e até de produção, que podem ser geradas e organizadas apenas dentro da empresa. ”Nossas ferramentas” estão a disposição para gerar estas informações de forma fiel e dentro dos padrões exigidos pela lei, porém é de responsabilidade de cada empresa prover operadores qualificados e comprometidos para fazer uso correto dos softwares, com segurança e conhecimento dos processos fiscais, pois qualquer erro poderá resultar em multas vultosas, colocando em risco o negócio”.

    Este processo é bem mais complexo que o que as empresas enfrentaram quando foram obrigadas ao SPED Contábil, onde as informações ainda puderam ser fornecidas pelo escritório (escrituração contábil digital de 2009). Assim,mesmo as empresas que contam com departamentos internos contábeis, deverão investir no treinamento do RH, pois a nova metodologia atinge a empresa como um todo, desde o contador até o usuário do estoque que lança o documento fiscal

    A maioria dos escritórios já estão atualizados e prontos a dar toda assistência às empresas, mas de nada adiantará se elas não tiverem uma estrutura própria adequada para gerar as informações exigidas pelo novo sistema com forma e conteúdo corretos. Além de treinar as equipes e contar com um assessoramento profissional, as empresas devem procurar os profissionais IMEDIATA e agilizar atualizações dos programas conforme as novas exigências.

    Em 2012, além do EFD PIS e Cofins a Receita deve ampliar o número de empresas que deverão fazer o SPED FISCAL ICMS/IPI, fique atento se sua empresa está obrigada... confira no site:  http://www.sefaz.rs.gov.br/SPD/EFD-CDR.aspx

   

Relembrando... As rotinas de encerramento de exercício. 

  

para começar temos que relembrar que o plano de contas se divide em 4 grandes grupos: Ativo, que representam os bens e direitos da empresa; Passivo, que representam as obrigações e deveres da empresa; Receitas e Despesas, sendo os dois últimos grupos as chamadas contas de resultado que costuma-se zerar os saldos anualmente no encerramento do exercício.

  

Procedimentos:

 

  1. Fazer Cópia de Segurança do sistema;
  2. Cadastrar contas de “Descarga de Saldo”;
  3. Informar as contas de descarga de saldos no Cadastro das Contas de Resultado;
  4. Cadastrar o “Documento de Encerramento” com o código máximo “99999”, para que possibilite gerar os relatórios de “Demonstrativos de Resultado” ainda com os valores anteriores ao zeramento das contas de resultado, parametrizando o relatório até o documento “99998”.
  5. Outra questão importante é o caso de existir a necessidade de voltar atrás o zeramento, onde o sistema conseguirá identificar para exclusão somente os lançamentos de zeramento de exercício, do documento “99999”.
  6. Para executar o encerramento basta entrar na opção “Encerramento / zerar Contas de resultado”, informar o documento de zeramento e confirmar...
  7. Após, emita um balancete de final de exercício para verificar se realmente as contas foram zeradas.
  8. Provavelmente você já tenha aberto o novo exercício da sua empresa (2012), que o sistema permite fazer sem encerrar o atual, na opção “Encerramento / abrir novo exercício”, que criará uma nova pasta com o exercício 2012, baseado no atual, copiando todos os cadastros, sem os lançamentos.
  9. Após, saia da empresa atual, entre no novo exercício e na opção “Encerramento/ Puxa saldo do Exercício anterior”, você poderá atualizar o saldo do exercício atual da empresa buscando automaticamente o mesmo do exercício anterior.
Voltar