Consultoria e Desenvolvimento
  • 1 Gerenciador de Notas Fiscais Imediata
    Tenha todos seus XML fácil e com segurança
  • 2 CT-e e MDF-e
  • 3 SPEDs Magnéticos do Sistema Público de Escrituração Digital
    Sped Fiscal, Sped Contribuições - PIS / Cofins, Sped Contábil, NF-e, NFS-e...
  • 4 Informações Gerenciais na Palma da Mão...
    Mobilidade na Gestão de sua Empresa
  • 5 Controle de Insumos Agrícolas
    Vendas de Herbicidas, Pedidos Produtor, Vendas Entregas Futuras, Receituário Agronômico, ARTs, Livro Receituarios, EDI Fornecedores, Comissões...

Informativos

  • flechaUma Solução de sucesso dentro de sua empresa!!

  • 22/07/2010

 

Desde que foi criado o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), as empresas começaram a preocupar-se em adequar-se às novas normas, no entanto, para muitas, as dificuldades foram ainda maiores que as esperadas, agravando-se mais com os curtos prazos para implantação das novas sistemáticas. As que esperavam que houvesse prorrogação dos prazos por parte da Receita Federal foram surpreendidas pelo pronunciamento contrário, reafirmando que estes não serão dilatados, e como vem acontecendo com a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), a perspectiva propicia, inclusive, a expansão da relação de contribuintes obrigados, abrangendo empresas completamente despreparadas. 

  

Com o Sped Contábil, a Receita instituiu um Plano de Contas Referencial que deverá ser seguido pelas empresas sujeitas ao módulo de Processamento Eletrônico de Dados. Esta relação de contas pretende eliminar, ou ao menos reduzir, a quantidade de obrigações acessórias que devem ser entregues pelas sociedades nas áreas de comércio, indústria e serviços. Nesta onda de alterações, trocas de sistemas e desenvolvimentos de novas rotinas, existem casos onde as adaptações ao SPED Contábil levaram mais de seis meses, tanto pela estrutura das empresas como pela forma errônea com que foram implementadas as adequações das novas normas, exigindo em alguns casos, muito tempo nas reestruturações de planos de contas e trabalho dobrado aos escritórios e organizações contábeis.

  

Neste cenário, a Imediata apresentou uma ideia inteligente aos seus clientes, que visa a simplificação de todo o processo e o consequente sucesso da solução. Trabalhamos com a filosofia que as empresas não necessitariam alterar seus planos de contas nem suas sistemáticas contábeis. Assim, desenvolvemos uma rotina que possibilita a vinculação do atual plano de contas da empresa ao Plano de Contas Referencial, com o objetivo de não alterar os moldes de trabalho das organizações e garantir que não tenham nenhum problema na geração do arquivo digital especificado na Instrução Normativa RFB nº 787/07, chamada de Escrituração Contábil Digital – ECD. Além disso, foi desenvolvida mais uma rotina que faz a adequação automática dos lançamento já executados anteriormente na empresa, para a atual estrutura exigida pelo SPED, “alterando” inclusive os registros para a conta Referencial. 

  

O “know how” e experiência Imediata a serviço de sua empresa, visando atender plenamente as imposições legais, aliadas aos objetivos e estratégias das organizações...

   

É importante adaptar-se a nova sistemática o quanto antes e não deixar para resolver os detalhes no último momento, para que sua empresa não fique sujeita à autuações geradas pela inconformidade de dados prestados. Lembrando sempre, que a boa técnica contábil continua prevalecendo e profissionais desatualizados ou desatentos serão alvo de intensa atividade fiscalizatória, pois o lançamento de informações erradas no sistema digital, deixará a empresa na mira do fisco, que cada vez mais tem acesso à veracidade das informações pelas diversas formas de confronto de dados, fazendo com que os conflitantes sejam imediatamente detectados.

   


João C. Pereira

Dpto. Comercial

Voltar